News

Nero congela dólar e agrega serviços para expandir venda corporativa - ResellerWeb - 18/11/2008

Notícia enviada por mauricio bonas
(mauricio@allameda.com)
18/11/2008 às 14:47

Usuários corporativos brasileiros de softwares da alemã Nero terão uma boa surpresa ao ir às compras. A companhia decidiu congelar em R$ 1,80 a cotação do dólar usada para as negociações de licenciamento em volume – um desconto de pelo menos 15% sobre a cotação média do dólar nas últimas semanas. Segundo Max Gorissen, principal executivo da Nero no Brasil, o desconto soma-se à maior flexibilidade nos prazos e ao uso de uma tabela de preços não alterada desde meados do ano passado.

“As condições especiais valem para compras em volume, a partir de cinco licenças, tanto para o mercado empresarial quanto para os setores educacional e governamental”, diz ele. “O crescimento de vendas no Brasil, superior a 50% nos últimos 12 meses, nos deu escala para oferecer essas facilidades ao consumidor corporativo”.

Com mais de 300 milhões de cópias instaladas mundialmente de seus softwares para gravação de CDs, backup e gerenciamento de arquivos multimídia, a Nero não está revisando para baixo suas estimativas de negócios para 2009 no Brasil. Segundo Gorissen, o recente lançamento do blockbuster Nero 9, políticas agressivas de preços também para usuários finais e a pulverização da distribuição por meio das distribuidoras Ingram Micro, XpressSoft e Life Boat permitirão que o volume de pacotes e licenças cresça pelo menos 30% no ano que vem.

De acordo com o executivo, “não há mágica na previsão”, que decorre da adaptabilidade da Nero às condições de mercado do Brasil.

“Nossa percepção é que o usuário brasileiro não gosta de software pirata, e só vai ao mercado paralelo quando sente que o preço do produto original é desproporcionalmente alto. Estamos oferecendo preços, condições e serviços agregados –como a criação de um serviço local de suporte técnico– que o consumidor reconhece como vantajosos”, explica ele. “A resposta vem sendo muito positiva e os pedidos crescem mês a mês – mesmo após a crise das bolsas.”

 




VOLTAR
  Copyright © 2000-2015 by CompuStream. Todos os direitos reservados Design by: Immaginare  
Home    |    Representação Intl.    |    Consultoria    |    Internet Business    |    Política de privacidade    |    Termos de uso    |    Contato